samedi 5 janvier 2008

fagocitose

impressões da vida, dor
o mundo qual bela sinfonia
dança, cadência. estupor
sinto-me livre no som da eufonia

tudo fica a girar, desnorteado
tal meus neurônios, sem sinapse
já meu cérebro, despedaçado
com a sonata atinge seu ápice

lentamente, reverbera em meus ouvidos
toda a amplitude, grandiosa
o clarão da lua aguça meus sentidos
e acaba estática, majestosa.


(belas dores intermitentes, não cessam em desconcentrar-me)

1 commentaire:

Char a dit…

FAGOCITOSE é mais palha ainda.
vc tem essas paradas né?
adorei os homens caindo do céu,bem "seu" mesmo.
beijosemprecomente.
TÁ.